NOTÍCIA


Crédito: Arquivo Agência Brasil/Tomaz Silva

Obras de construção da Linha 4 do metrô do Rio de Janeiro

EM FOCO - ACONTECE

Após decisão do TCE, governo do Rio poderá retomar obras da Linha 4 do Metrô


RIO DE JANEIRO - O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) revogou, por unanimidade, a medida cautelar que determinou a retenção de pagamentos e acarretou na paralisação das obras da Estação Gávea da Linha 4 do Metrô, em 2016. Com a medida, o Governo do Estado deverá realizar ajustes para atender às medidas técnicas determinadas pelo órgão que deverão ser inseridas no contrato através de um termo aditivo.



A partir de agora, a Secretaria de Estado de Transportes irá se reunir com a Secretaria de Estado Fazenda para verificar as fontes de recursos para a execução. Paralelamente, a Secretaria de Estado de Transportes trabalhará em conjunto com a RioTrilhos e a concessionária para definir o cronograma.



Entre as medidas técnicas apontadas estão: a medição do concreto usado conforme regras definidas; não pagamento do transporte do concreto, pois o serviço já é embutido no preço final; pagamento de colunas de concreto exatamente como licitado; e adoção dos preços estipulados pelos relatórios anteriores de auditoria.



Com a decisão, o TCE irá instalar uma auditoria de acompanhamento para que seja verificado o cumprimento das determinações, tanto em relação às novas formas de medição estabelecidas quanto no que diz respeito à formalização do termo aditivo de repactuação.



A Estação Gávea já tem 42% dos serviços de escavação concluídos e falta 1,2 quilômetro de túnel a escavar entre o Alto Leblon e a Gávea. O novo sistema metroviário vai atender cerca de 22 mil pessoas diariamente na região.

(Fonte: Notícia pública do Governo do Rio de Janeiro)


Mais...
ComentarTirar
Dúvida
Seguir
Por
E-Mail
Ver
Mais
Notícias
Captar
Mais
Obras

PUBLICAÇÃO DE 12 DE JANEIRO DE 2018


Ver mais notícias


Compartilhar

Tags  em foco, acontece, metrô - rj, rio de janeiro, rj, brasil, mobilidade


Pesquisar na CNC e na ConVisão

Seguir a CNC nas redes sociais

        

  © ConVisão | Desde 1991